Navigation
Stacks Image 2979
Stacks Image 2980
Stacks Image 2981
Stacks Image 2982

Chapas Decapadas - TDM (Todoaceros Decapagem Mecânico)

O nosso sistema de decapagem mecânico consiste em passar abrasivos que elimina a 100% o óxido e uma parte controlada a bobine previamente aplanada e livre de tensões, por uma série de rolos da calamina.
Stacks Image 2984
A calamina forma-se de uma maneira quase instantânea na superfície da bobine a quente, quando esta se esfria em contacto com o ar, compondo-se de vários óxidos de ferro (hematite, magnetite e wustita) ocupando 0,5% da espessura final e integrada firmemente no aço. A melhor estabilidade de um dos seus componentes (a wustita) e o seu fraco conteúdo em oxigénio, comparativamente aos outros óxidos de ferro, confere-lhe uma melhor resistência á corrosão.
Depois do nosso processo de Decapado Mecânico, resta uma fina camada de 8 a 20 micras de wustita dependendo da espessura, integrada na bobine de aço e protegendo-a da oxidação de uma forma natural, sem necessidade de óleo protector.

Qualidades

DD11 - DD12
S235JR - S275JR - S355JR - S355J2+N
S355MC - S420MC - S500MC

Qualquer outra qualidade mediante consulta e até 700 n/mm2 de limite elástico.

Dimensões

Formatos standard (1250 x 2500 / 1500 x 3000 / 2000 x 4000) ou á medida do cliente.
Espessura: De 1 mm até 15 mm
Largura: De 900 mm até 2100 mm
Comprimento: De 1000 mm até 12000 mm


Vantagens sobre o decapado convencional


• As chapas TDM resistem á corrosão mais 60% do tempo que o material oleado convencionalmente.
• Melhora os processos industriais como o corte a laser, as soldaduras, aplicações de pintura e galvanização.
• Evita ao cliente os processos de granalhado e desengorduramento e por consequência uma vantagem e benefício económico.
• Um material limpo e livre de óleo significa menos sujidade na linha de produção, nas ferramentas, nos locais de trabalho e na zona de armazenagem.
• Um processo muito mais ecológico pela ausência de ácidos e óleos.

Todoaceros, fornecedor de chapas...

... planas ...

A aplanadora equipada com 11 cilindros de apoio, garante um aplanado perfeito para o corte a laser. Adicionalmente, o sistema de duplo aplanado permite adaptar a qualidade desejada em função da espessura da chapa.

… com um aspecto superficial surpreendente…

O processo de decapagem com o acabamento TDM dá um aspecto superficial da chapa, superior ao do decapado convencional. O seu acabamento liso e livre de defeitos torna- o apto para a fabricação de peças visíveis sem tratamento posterior.

… resistentes á corrosão…

O nosso sistema de decapagem deixa na superfície da chapa uma ínfima camada de calamina, denominada wustita. Esta protege a chapa contra a corrosão sem necessidade de óleo protector. Com este método, é possível garantir a não oxidação da chapa durante sessenta dias em condições de armazenagem normais.

… sem óleo protector…

A ausência de óleo protector sobre a chapa, evita a libertação de gases tóxicos durante o processo de corte a laser. As peças obtidas não necessitam de processos de desengorduramento, nem de estar previamente tratadas, antes das aplicações de pintura ou galvanização.
Uma chapa sem óleo evita também o efeito “ventosa” que pode causar problemas em sistemas de alimentação automáticos. Um material com estas características significa maior limpeza e conservação das ferramentas, equipamentos, locais de trabalho e armazéns.

… para um corte mais rápido...

Um bom aplanado e uma superfície limpa e lisa combinada com a ausência de óleos, permitem uma velocidade de corte superior, se comparado com as chapas decapadas pelo processo convencional.
Constatou-se um rendimento até 30% superior, segundo a espessura e qualidade da chapa.

… respeitando o meio ambiente.

Um processo de decapagem sem ácidos e com ausência de óleos nas chapas, é o compromisso que assume a Todoaceros de forma a promover produtos que respeitam o meio ambiente.
Stacks Image 3469
Stacks Image 3472
Stacks Image 3475
Stacks Image 3478

Aptidão á soldadura

O Ensaio

Este ensaio, realizado no St. Louis Testing Laboratories, Inc., Estados Unidos em Maio, teve por objecto comparar a qualidade e a resistência das chapas decapadas mecanicamente com as decapadas com ácido (P&O).

Descrição do ensaio

Soldaram-se por ponto cinco amostras idênticas decapadas mecanicamente e outras cinco decapadas de forma convencional (P&O), no sentido da largura das amostras. Submeteram-se de seguida a um teste de tracção até á sua ruptura.

Resultado do ensaio

1.- As amostras decapadas mecanicamente demonstraram uma carga de ruptura média de 1563 Kg, o que supõe uns 20% mais que as amostras P&O.
2.- O ensaio de carga de ruptura demonstrou que a integridade da soldadura assim como a fusão de base do metal, é superior no decapado mecânico que no P&O.
Stacks Image 3501

Peças não oleadas, limpas e planas

- As peças obtidas através da decapagem mecânica não necessitam de um processo de desengorduramento, nem de tratamento prévio para a soldadura.
- A ausência de óleo protector reduz a emanação de fumos tóxicos durante a soldadura.
- As chapas decapadas e oleadas, uma vez desengorduradas, deixam resíduos de óleo que podem afectar a integridade da soldadura. Uma parte da energia utilizada perde-se devido ao óleo e outras impurezas.
- As partículas residuais podem debilitar a junta da soldadura e comprometer a sua integridade.
- O aplanado das chapas, assim como a ausência de tensões internas, permite uma soldadura mais precisa.

Recomendações para soldaduras

Soldadura ao arco MIG
Arame revestido: EN G3Sil / EN G4Sil de 0,8 a 1 mm de diâmetro.

Gás protector: Recomendamos um gás composto por Árgon com 3 a 5% de Oxigénio segunda a norma EN 439 M22 com um fluxo compreendido entre 0,70 e 0,85 m3/h.

Velocidade do enrolador de hilo e voltagem:
10 m/min 24 Volts
11 m/min 24 Volts
12 m/min 25 Volts
13 m/min 26 Volts

O gás 95% Ar / 5% O2 diminui os salpicos e produz um cordão uniforme que permite diminuir a velocidade do enrolador. Para evitar a porosidade que origina o oxigénio, o hilo deve conter antioxidantes.

A alta concentração em Magnésio do G3Sil e do G4Sil cumpre esse papel.
Soldadura ao arco TIG
Eléctrodo: Carboneto de volfrâmio e oxido de tório WT20 (vermelho) segundo a norma EN 26848.

Diâmetro do eléctrodo: entre 1,6 e 3,2 mm segundo a espessura da chapa.

Gás protector: Argón com um fluxo compreendido entre 0,6 e 0,7 m3/h.

Intensidade: de 50 a 150 A segundo a espessura.

Voltagem: de 10 a 14 Volts.

Se a soldadura MIG está mais recomendado para a soldadura de aços ao carbono, as chapas decapadas mecanicamente estão especialmente adaptadas á soldadura TIG devido á sua limpeza e aspecto superficial.
Soldadura por pontos
Eléctrodos: CuCr1Zr segundo norma EN 12 163 – cw106C de forma recta com um diâmetro de 16 mm.

Esforço da soldadura: 2850 N +/- 150 N.

Intensidade da corrente; 12000 A +/- 300 A

Tempo de soldadura: 0,1 / 0,2 s

A resistência eléctrica do aço decapado mecanicamente é parecida á do P&O (á volta de 15-30 ohms) e menos quando comparado com peças negras (10-100 ohms).

Observa-se menos resíduos de óxidos nos eléctrodos com o material decapado mecanicamente, se comparado com o P&O.